Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Acadêmicos de Ciências Biológicas colam grau
Início do conteúdo da página Notícias

Acadêmicos de Ciências Biológicas colam grau

Cerimônia foi realizada no último dia 10, no Clube Mangabeirense
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 20/03/2017 18h45
  • última modificação 21/03/2017 08h10

As palavras da acadêmica Rita de Cássia, oradora da turma de Licenciatura em Ciências Biológicas, do Instituto Federal do Maranhão Campus São Raimundo das Mangabeiras, deram o tom da noite do dia 10 de março, em que 22 acadêmicos receberam o grau de licenciados. Ela ressaltou a luta, a coragem e a dedicação dos seus colegas de turma e recebeu muitos aplausos por uma plateia formada por pais, servidores do campus e pessoas da comunidade mangabeirense. O reitor Roberto Brandão foi representado pelo diretor executivo do Instituto Federal do Maranhão, Agenor Filho, que compôs a mesa ao lado de Jânio Fernandes e Silva, diretor geral do campus e paraninfo da turma.

Integraram, ainda, a mesa de honra, Roberto Kennedy, diretor de ensino, Maria Josinete, coordenadora do curso, Elmorane Coêlho, primeira dama do município de Mangabeiras e representante do patrono da turma, prefeito Rodrigo Coêlho, Irmão Leonardo, presidente da câmara municipal e professor homenageado da turma e Éder Romagna, que recebeu das mãos dos acadêmicos um quadro com o nome e fotos da turma.

Agenor Filho destacou a satisfação de estar na cidade e de representar o reitor, que se encontrava em missão internacional nos Estados Unidos. Há dez dias investido na função de diretor executivo, Agenor disse ser a primeira turma em que ele concede o grau e que os 22 novos professores terão uma missão de colaborar com o desenvolvimento da região. Seguindo essa linha, o diretor geral do campus, Jânio Fernandes, disse que “o IFMA, ao formar mais uma turma, dá reposta à comunidade de Mangabeiras no sentido de que esta instituição pode contribuir muito com o desenvolvimento regional”. Elmorane Coêlho destacou o papel do Campus Mangabeiras para o município e relembrou que, desde a colocação da pedra angular desse instituto, a prefeitura sempre foi parceira.

O professor homenageado, Éder Romagana Rodrigues, fez um discurso repleto de muita emoção. “Eu já participei da formatura de diversas turmas, mas esta foi muito especial, foi muito marcante; foi uma turma que se empenhou muito ao longo desses 4 anos”, afirmou. “Eu tive a oportunidade de realizar 10 estudos de campo com esta turma, de conversar com eles e participar não apenas da formação acadêmica deles, mas da formação enquanto seres humanos”, concluiu.

José Iglésio, pai das acadêmicas Cleomária (formada na primeira turma), Marciária e Jociária, formadas na segunda turma, disse estar feliz por viver a realização de um sonho, de ver 03 filhas formadas em uma instituição da sua própria terra. “Eu sempre acreditei nessa escola federal, pois tinha uma vida difícil e não sabia como formar meus filhos, mas hoje o sonho virou realidade e realizo algo que sempre quis, ver meus filhos formados”, disse o pai.

Fim do conteúdo da página