Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Estudantes participam de encontro nacional sobre diversidade étnica
Início do conteúdo da página Notícias

Estudantes participam de encontro nacional sobre diversidade étnica

Com o tema “Educação e diversidade étnica”, evento foi realizado de 26 a 28 de setembro em Salvador – BA.
  • Assessoria de Comunicação, com informações do campus
  • publicado 04/10/2018 11h42
  • última modificação 04/10/2018 11h43

No período de 26 a 28 de setembro, os estudantes do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus São Raimundo das Mangabeiras participaram do 4º Encontro Nacional de NEAB, NEABI e grupos correlatos da Rede Federal / 2º Encontro da Rede de NEABI do IFBAIANO, realizado na Reitoria do Instituto Federal Baiano, na cidade de Salvador (BA). Os estudantes do Maranhão representaram a maior delegação do país em números de trabalhos aprovados, totalizando 52 apresentações.

Com o tema “Educação e Diversidade Étnica”, o objetivo do encontro foi reunir pesquisadores, educadores, estudantes e demais interessados na temática da educação para as relações étnico-raciais, alocados no Instituto Federal Baiano e nas demais IES – Instituições de Ensino Superior do Brasil, em parceria com os participantes de Núcleos de Estudos Afro-brasileiros (NEAB), Núcleos de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI) e Grupos Correlatos, para a troca de experiências, debate e vivência de momentos formativos e de popularização das ciências relacionadas à implementação das leis 10.639/03 e 11.645/08, oferecendo subsídios didáticos, teóricos e práticos que contribuam para a sua efetivação.

Durante os três dias de congresso, os estudantes participaram de diversas atividades, como sessões de comunicação oral e pôster, conferências, mesas-redondas, palestras, minicursos e oficinas. Os alunos também tiveram contato com renomados profissionais de diferentes instituições do país que atuam na área da temática do evento. Os estudantes puderam ainda acompanhar exposição de livros, participar de mostras pedagógicas e assistir a atividades culturais.

Integrante do NEABI do Campus São Raimundo das Mangabeiras, o servidor Maurício Eduardo Chaves e Silva destacou a importância de trabalhar as leis nº 10.639/2003 e nº. 11645/2008 no contexto da educação brasileira. “Fico feliz ao ver nossos estudantes engajados com temáticas e discussões acerca da Educação antirracista e das relações étnico-raciais. Destaco que eventos dessa natureza nos permitem reconhecer a história do negro e do indígena na sociedade, a fim de refletir sobre a percepção da cultura africana e valorização das manifestações dos povos indígenas e africanos como patrimônio histórico e cultural do povo brasileiro dentro do ambiente escolar. Dessa forma, possibilitam a formação de cidadãos engajados com o compromisso indispensável para um mundo mais justo e igualitário”, comentou.

Davila Gomes de Andrade, aluna do curso técnico em Agropecuária, frisou a importância da participação no Congresso. “O ENNEABI nos faz sentir-nos em casa, acolhidos, é um abraço, é a mãe que te recebe de braços abertos e te aceita, te compreende e te direciona, explicando aquilo o que ainda é confuso como o Dr. Munanga falou de identidade e negritude; como os alunos do IFRJ expressaram o que alguém já passou, o sentimento carregado do que é “ser”; alunos do IFMA, com a cultura viva, a historicidade, as experiências de conhecer outras culturas e a oportunidade de mostrar pesquisas e estudos e ser ouvido com atenção. Estar lá é ser motivado em soltar os cachos, o black power, quem realmente se é, sem competição e sim a partilha da caminhada, da trilha, de ser negro, mulher, LGBTQ, deficiente, indígena do país”, analisou.

Fim do conteúdo da página